RELATÓRIO EXCLUSIVO TELE.SÍNTESE CAMPO DIGITAL

O Relatório Exclusivo Tele.Síntese Campo Digital irá fazer um extenso e aprofundado relato sobre o avanço das Tecnologias da Informação e Comunicação no agrobusiness brasileiro.

Irá mapear o que está sendo feito no campo e nas empresas que apontam para inovação, ganho de produtividade, agricultura de precisão, irrigação avançada, compartilhamento de dados, integração tecnológica gerenciamento e segurança das informações.

O Tele.Síntese Campo Digital irá fazer a mais completa cobertura sobre as soluções e alternativas tecnológicas de conexão. O que as operadoras de telecomunicações estão fazendo para conectar a área rural. As soluções terrestres, as redes exclusivas, as redes abertas e fechadas. O papel dos ISPs ( Internet Service Providers). As soluções de satélite. Todos os serviços e tecnologias estarão presentes.

Vai apresentar ainda as iniciativas na esfera de política pública, tanto do Executivo como do Legislativo, e regulatória para ampliar as redes de celular e fixas para as zonas rurais brasileiras. E a articulação da Confederação Nacional da Agricultura e os sistemas Senar (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) e Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo ( Sescoop) para a adoção de tecnologias modernas e digitais na agricultura brasileira.

As inovações que estão sendo implementadas pela indústria de máquinas agrícolas também terão o seu destaque, ao lado dos desenvolvimentos de P&D e das vertentes tecnológicas apoiadas por instituições de renome, como ESALqTech e Embrapa.

Como as TICs estão apoiando a agricultura na questão do clima, os sensores adotados e os diferentes modelos de negócios para respaldar o produtor na tomada de decisão para plantação e colheita também serão tema do Relatório.

O avanço da IoT – Internet das Coisas – para a área rural brasileira traz também a necessidade de sistemas de gerenciamento e segurança e o grande volume de sensores que ela embute. Entram nesse mercado as plataformas de big data, inteligência artificial e outros recursos que prometem trabalhar um alto volume de informações.

O Relatório Exclusivo Tele.Síntese – Campo Digital irá ainda trazer a relação comercial – contato e endereço de todas as empresas citadas na edição.

SEU ALCANCE

Em formato digital, com exemplares impressos para ficarem disponíveis no AGROTIC, evento do Tele.Síntese a ser realizado em Piracicaba nos dias 13 e 14 de agosto de 2020, o Relatório Exclusivo Tele.Síntese Campo Digital será distribuído para todo o segmento do agrobusiness brasileiro.

Com uma base de dados de centenas de instituições do setor, o Relatório irá chegar a todos os que decidem, compram e trabalham no agrobusiness brasileiro. As cooperativas agrícolas, as Secretarias de Agricultura, de Ciência e Tecnologia, os maiores produtores e exportadores rurais, a indústria vinculada ao setor receberão este Relatório Exclusivo, que irá trazer tudo o que a Indústria de Tecnologia da Inovação e Comunicação está fazendo para incrementar o agrobusiness brasileiro.

CONTEÚDO

1 – A Conectividade no Campo

As soluções tecnológicas e os serviços que estão sendo oferecidos para o mercado brasileiro. A rápida expansão da TIM e seu modelo, um

caso de destaque. A aposta da Claro NB-IoT e CAT-M, mais um exemplo de expansão dos serviços de conectividade. A iniciativa da Vivo no desenvolvimento de soluções IoT com o consórcio Ericsson a Razien. A experiência da Surf Telecom em São Paulo.

Os ISPs, que estão levando a banda larga fixa para o interior do país, também começam a oferecer serviços para as áreas rurais. Serão citados alguns cases.

As operadoras de satélite, como a Hispamar, a Arycom e a InternetSat também têm modelos próprios para o campo. Ou ainda a Viasat e sua modelagem de internet comunitária, também será mostrada.

Novos modelos de negócios, como a rede proprietária da Trópico ou as redes de banda estreita, próprias para o campo, estarão presentes no relatório.

As iniciativas para o avanço da conectividade no campo não faltarão no relatório. A proposta de cobertura do 5G no edital da Anatel, a Câmara da Agricultura 4.0 e a movimentação da frente parlamentar da Agricultura para a utilização dos recursos do FUST (Fundo de Universalização das Telecomunicações) estarão no foco.


2 – Tecnologia no campo

A mecanização da produção agrícola foi um importante passo para a evolução da agricultura no país. Uma nova era se apresenta e os produtores e fabricantes estão conscientes de que a digitalização dos equipamentos utilizados no campo é mais do que necessária.

Isso envolve uma série de procedimentos, operações e tipos de máquinas. Desde as barras de luzes, computador de bordo que direciona as máquinas na lavoura, até uma rede de sensores, muito se avançou. Tratores, colheitadeiras, colhedeiras, semeadoras, pulverizadores, drones e outros equipamentos e máquinas já dispõe de recursos digitais que permitem o envio de dados ou o recebimento de informações para correção de rotas ou procedimentos.

Empresas como Massey Ferguson, John Deere, AGCO, Case, Bayer e Trimble, Volvo, investem nessa área. Programas de apoio à inovação surgem também entre os grandes produtores, como Raizen e Tereos.

Matéria deve mostrar como está a tecnologia no campo e a demanda entre os produtores por tecnologias avançadas e conectadas.

Serão apresentados casos de fazendas conectadas, as soluções utilizadas e os resultados obtidos.


3 – O caminho da inovação

A agricultura 4.0 tem sido uma das áreas que mais atraem projetos de startups com apoio de grandes multinacionais, como Raizen, Wayra. Centros de pesquisa, como Embrapa, tem investido muito no uso da tecnologia no campo, assim como a Esalq que tem várias empresas instaladas a seu redor em Piracicaba.

Os grandes consórcios como o ConectaAgro, que aglutina o esforço de diferentes stakeholders para o desenvolvimento de soluções brasileiras terá o destaque merecido.

A avaliação e iniciativas de grandes grupos de consultoria, como Accenture, KPMG que também aglutinam soluções para o campo estarão presentes.


4 – O Clima

As condições climáticas são fator essencial para a expansão da produção agrícola brasileira. Vamos abordar as soluções tecnológicas, os entraves que ainda existem, os modelos de apoio à produção pelo clima, como o do site Clima Tempo.


5 – Gerenciamento e segurança

A tecnologia no campo também tem uma parte essencial nos sistemas de gerenciamento, que permitem a coleta de dados em tempo real, a análise dessas informações e os procedimentos a serem adotados. Isso se torna ainda mais necessário à medida que avança a Internet das Coisas e o grande volume de sensores que ela embute. Entram nesse mercado as plataformas de big data, inteligência artificial e outros recursos que prometem trabalhar um alto volume de informações.

Como regra, onde circulam informações valiosas a atenção com a segurança dos dados também aumenta. E o mundo agro não é diferente. Sistemas especializados para IoT e para esse mercado também disputam uma importante fatia da agricultura 4.0


6 – As Start Ups da ESALQTec

A ESLQTec, incubadora tecnológica da USP, é referência na inovação para a agricultura. O Relatório Exclusivo Tele.Síntese vai trazer as Start Ups mais criativas suas soluções para o incremento da produtividade rural.


7 – BNDES e IoT

O BNDES já selecionou alguns projetos de Internet das Coisas dedicados ao campo. O Relatório Exclusivo Tele.Síntese vai fazer uma radiografia do desenvolvimento desses projetos.

COMO PARTICIPAR

VALORES

DUPLA DE ABERTURA R$ 55.000,00
4ª CAPA  R$ 45.000,00
3ª CAPA R$ 33.000,00
PÁGINA DUPLA INDETERMINADA R$ 46.000,00
PÁGINA INDETERMINADA R$ 25.000,00
LOGO EM DESTAQUE R$ 2.000,00

COMERCIAL
comercial@momentoeditorial.com.br
(11) 3124-7444

MEIRE ALESSANDRA
meire@momentoeditorial.com.br
(11) 9 8758-6666