Pular para o conteúdo

Parceria e Novos Investimentos em Internet nos Países de Língua Portuguesa.

OBJETIVOS DO EVENTO

O Projeto Conexão Brasil África – Parceria e Novos Investimentos em Internet nos Países de Língua Portuguesa - tem o objetivo de aproximar diferentes stakeholders – operadores de telecomunicações, provedores de internet, reguladores setoriais, agências de fomento, indústria de tecnologia digital, governo, produtores de conteúdo e de soluções para internet – para a construção de um diálogo e troca de experiências entre o Brasil e os seis países africanos de língua portuguesa (Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, São Tomé e Príncipe) que integram a Associação de Reguladores de Comunicações e Telecomunicações da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (ARCTEL-CPLP), no sentido de estimular o avanço do acesso à banda larga fixa nesses países irmãos, com a análise das oportunidades dos investidores brasileiros para atuarem naquelas comunidades.

O Conexão Brasil-África contará com duas iniciativas:

Realização de uma Conferência de dois dias em Brasília, dias 23 e 24 de Abril de 2024 e a produção de uma EDIÇÃO ESPECIAL jornalística, impressa e digital, que narrará, entre outros temas, a experiência brasileira no mercado de telecomunicações, cuja participação dos pequenos investidores, conhecidos como Provedores Regionais de Internet (ISPs) resultou no avanço mais acelerado da massificação do acesso à internet, aumento de velocidade, e ampla competição. Os ISPs já oferecem mais da metade dos acessos de banda larga fixa no Brasil.

A Conferência “Conexão Brasil-África” irá também trazer uma visão sobre as oportunidades para a indústria de tecnologia digital instalada no Brasil, e as possíveis possibilidades de expansão da tecnologia aqui produzida para novos mercados, integrando-se, assim, à política industrial em desenvolvimento no país que visa o aumento da exportação de bens de maior valor agregado.

Os dirigentes setoriais dos seis países africanos – Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Guiné Equatorial, Moçambique, São Tomé e Príncipe- serão convidados a participar da Conferência e também darão seus depoimentos para a equipe de jornalistas que produzirá a Edição Especial. Serão elaboradas informações jornalísticas que retratam não apenas o mercado de telecomunicações desses países (suas oportunidades e desafios) como também a formação histórica, cultural e econômica de cada um deles.

PÚBLICO-ALVO E ABRANGÊNCIA DO EVENTO:

O público alvo são os representantes do mercado privado brasileiro de telecomunicações, de internet, de tecnologia digital, de bancos de fomento brasileiros. Ainda, os dirigentes governamentais e reguladores do Brasil e dos seis países africanos de língua portuguesa, que formulam políticas públicas para a expansão da banda larga, ampliação do acesso à internet, política industrial. Os dirigentes das câmaras de comércio Brasil-África, e do Ministério das Relações exteriores, do Ministério das Comunicações, do Ministério da Ciência,Tecnologia e Inovação, do Ministério da Indústria, Comércio e Serviços; do Legislativo Federal, Presidência da República, bancos oficiais de fomento, indústria de tecnologia nacional e estrangeira instaladas no Brasil

ONDE FOI?

B Hotel Brasília - SHN Qd. 5 Lote L, Bloco J Asa Norte - CEP 70.705-100 - Brasília/DF

PDF Conexoes Brasil Africa 2023 TS Anatel
CONFIRA A REVISTA!

Descubra oportunidades únicas de investimento e parceria no crescente mercado digital dos países africanos de língua portuguesa.
Baixe agora!

NÚMERO DE PARTICIPANTES

300 participantes presencialmente e 500 participantes, virtualmente.

PALESTRANTES
PROGRAMAÇÃO

8h00 – 9h00 | Welcome Coffee

9h00 – 10h40 | Abertura Oficial com as autoridades presentes

*Juscelino Filho
| Ministro de Estado do Ministério das Comunicações
*Artur Coimbra | Presidente da ARCTEL-CPLP
*Carlos Baigorri | Presidente da Anatel
*Antonio Carlos Nunes | Diretor de serviços e soluções da RNP – Representando o MCTI
*Amélia Zandamela | Primeira Secretária da Embaixada da República de Moçambique
*Amílcar Della Giustina Lago | Presidente da APRONET
*Demi Getschko | Diretor Presidente  do Nic.Br
*Fabio Badra | Presidente da Internetsul
*Flávio da Mata | Coordenador de Relações Institucionais da Abott’s
*Hermano do Amaral Pinto Junior | Diretor de Tecnologia da Abeprest
*
Jony Cruz | Vice-Presidente da Abramulti
*José Pedro Chantre D’Oliveira | Embaixador da República de Cabo Verde no Brasil
*Jorge Viana | Presidente da APEX Brasil
*Luiz Henrique Barbosa da Silva | Presidente Executivo da TelComp
*Marcelo Siena | Presidente da Redetelesul
*Marcos Ferrari | Presidente Executivo da Conexis Brasil Digital
*Mauricélio Oliveira | Diretor Presidente da Abrint
*M’bala Alfredo Fernandes | Embaixador da República da Guiné-Bissau no Brasil
*Rodrigo Oliveira | Presidente da ASPRO
*Rodrigo Schuch | Presidente Executivo da Associação NEO
*Samir Nobre
| Diretor-geral da Abratel

10h40 – 11h50 | Painel 1: A expansão da banda larga nos países africanos de língua portuguesa e no Brasil.
Esse painel vai discutir as estratégias e desafios enfrentados pelo Brasil e os países de Língua Portuguesa na promoção do desenvolvimento das telecomunicações. Como os reguladores africanos estão lidando com questões como a inclusão digital, a infraestrutura de rede e a regulação do mercado, em comparação com as ações do regulador brasileiro. E como essas ações podem impactar a competitividade e a inovação no setor de telecomunicações em cada país.

*Cheikh Amadú Bamba Koté | Presidente do Conselho de Administração da Autoridade Regulatória Naciona de Guiné-Bissau – ARN-TIC
*Francisco Gomes Quininga | Administrador Executivo do Instituto Angolano das Comunicações de Angola – INACOM
*Sesneica Fernandes Leal | Presidente do Conselho de Administração da Autoridade Geral de Regulação de São Tomé e Príncipe – AGER

Moderador:
*Artur Coimbra | Presidente da ARCTEL – CPLP

11h50 – 12h10 | Keynote Speaker – “A expansão dos PTTs e ações do NIC.br”
*Demi Getschko | Diretor Presidente  do Nic.Br 

12h10 – 14h00 | Intervalo Almoço

14h00 – 15h50 | Painel 2: A expansão da internet brasileira pelas mãos das pequenas operadoras.
Esse painel vai debater o papel crucial que essas empresas desempenham na democratização do acesso à internet no Brasil. Como as pequenas operadoras superaram e estão superando desafios como a infraestrutura de rede. E quais as sugestões e expectativas dessas empresas para investirem em mercados externos.

*Carlos Baigorri | Presidente da Anatel
*Demi Getschko | Diretor Presidente  do Nic.Br
*Flávio Rossini
| Diretor de Assuntos Corporativos da Vero
*José Roberto Nogueira | Ceo da Brisanet
*Juelinton Silveira
| VP da FiberX Telecom
*
Rudinei Gerhart | CEO da Tá Telecom

Moderador: *Mauricélio Oliveira | Diretor Presidente da Abrint

15h50 – 16h10 | Keynote Speaker – “Segurança em Chamadas, Combate a Fraudes e Dados Patrocinados”
*Ronaldo Barrozo | Gerente de Pré-vendas e Inovação da Cleartech 

16h10 – 16h30 | Coffee Break

16h30 – 17h30 | Painel 3: O desenvolvimento da indústria local de TIC. A voz das empresas, governo e financiadores públicos. 
Esse painel vai tratar da colaboração entre esses três setores-chave para impulsionar o crescimento e a inovação na indústria de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC). Será feito também uma avaliação dos resultados da política industrial de TIC implementada nos últimos anos, seus fundos setoriais e propostas para o futuro.

*Carlos Azen | Chefe do Departamento de Telecom, TI e Economia Criativa do BNDES
*Henrique de Oliveira Miguel | Secretário de Ciência e Tecnologia para Transformação Digital do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação
*Luiz Henrique Barbosa da Silva
| Presidente Executivo da TelComp
*Marcos Toscano | Diretor de Transformação Digital, Inovação e Novos Negócios do Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços
*Wadson Nathaniel Ribeiro | Gerente Departamento Regional Centro-Oeste da FINEP

Moderador: Karen Kornilovicz | Assessora de Imprensa da Softex 

17h30 Noite de Autógrafos do novo livro do ex-presidente da Anatel, Juarez Quadros do Nascimento:
 “
Artigos, análises e tutoriais de telecomunicações 2
   A distribuição será gratuita.

8h40 – 9h40 | Welcome Coffee

9h40 – 11h50 | Painel 4: As ações dos reguladores e dos Governos para a expansão do mercado de telecomunicações.
Esse painel vai discutir as estratégias e desafios enfrentados pelo Brasil e os países de Língua Portuguesa na promoção do desenvolvimento das telecomunicações. Como os reguladores africanos estão lidando com questões como a inclusão digital, a infraestrutura de rede e a regulação do mercado, em comparação com as ações do regulador brasileiro. E como essas ações podem impactar a competitividade e a inovação no setor de telecomunicações em cada país.

*Frederico de Siqueira Filho | Diretor Presidente da Telebras
*Jordan Paiva | Diretor do Departamento de Projetos de Infraestrutura e Inclusão Digital do Ministério das Comunicações
*Marconi Viana | Gerente de Planejamento e Estudos do Departamento de TI, Telecomunicações e Economia Criativa do BNDES
*Vinicius Oliveira Caram Guimaraes | Superintendente de Outorga e Recursos à Prestação da Anatel

Moderador: Caio Bonilha | Ceo da Futurion

11h50 – 14h10 | Intervalo para almoço

14h10 – 15h40 | Painel 5: Os ISPs e seus Planos de Investimento para conectar o Brasil e o Exterior.
Esse painel vai debater o papel crucial que essas empresas desempenham na democratização do acesso à internet no Brasil. Como as pequenas operadoras superaram e estão superando desafios como a infraestrutura de rede. E quais as sugestões e expectativas dessas empresas para investirem em mercados externos.

*
Anibal Diniz | Consultor da AD Advisors e Associação NEO
*Cristiano Santana | Ceo da ZAAZ Telecom
*
Fabio Badra | Presidente da Internetsul
*Gustavo Stock | Ceo da BrasilTecpar
*Marcelo Siena | Ceo da ISUPER Telecom

Moderador: *Rodrigo Schuch | Presidente Executivo da Associaçao Neo

15h40 – 16h30 |  Coffee Break

16h30 – 17h40 | Painel 6Como a Lei de Informática tem sido implementada no país e de que forma as parcerias entre empresas e instituições de ensino e pesquisa têm contribuído para o avanço tecnológico.
Esse painel vai discutir como a legislação brasileira tem incentivado a colaboração entre empresas, universidades e institutos de pesquisa para promover a inovação no setor de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC). E como a  Lei Informática tem sido e como as parcerias entre empresas e instituições de ensino e pesquisa têm contribuído para o avanço tecnológico .

*Alberto Paradisi | Diretor de Estratégia e Mentoria de Negócios do CPQD
*Cibele Renée Coscione Sinhorini | Gerente de Pesquisa e Desenvolvimento e Inovação do Instituto Eldorado
*Mário Ferreira | Gerente Executivo do “Competence and Innovation Development Center” do Inatel
*Perpétua Almeida | Diretora de Economia Sustentável e Industrialização da ABDI
*
Renata Martins dos Anjos | Diretora de Desenvolvimento Corporativo do SiDi

Moderador: *Juarez Quadros do Nascimento | Presidente do Conselho Curador da FITEc – Fundação para Inovações Tecnológicas

 

Imagens do Evento

Entre em contato conosco
Copyright © Momento Editorial & Bit Social 2024

Juscelino Filho quer investimentos do Brasil nas redes de países da África

Para ministro Juscelino Filho, modelo regulatório levou à multiplicação de provedores no Brasil, que podem agora levar modelo de negócio à África. País também tem indústria de equipamentos, ressaltou.

O Brasil e a África precisam fazer ajustes com as maiores big techs do planeta

Jorge Viana, presidente da Apex, agência de exportação, criticou que essas empresas não podem ser os principais beneficiados com os investimentos em conexão

Reguladores africanos querem mais competição e interação com a Anatel

Em painel na conferência Conexão Brasil-África, reguladores de São Tomé e Príncipe, Guiné-Bissau e Angola ressaltam que continente carece de participantes no setor de telecom

Diplomatas apontam abertura do ambiente de negócios para atração de empresários brasileiros

Países africanos de língua portuguesa têm estabilidade política, segurança jurídica e ambiente de negócios atrativo a empresas de telecomunicações, defendem emissários de Guiné-Bissau e Cabo Verde

Bancos e call centers devem puxar demanda pelo Stir Shaken, diz Cleartech

Segundo a empresa, com o protocolo de identificação de chamadas, a probabilidade de o usuário atender a uma ligação sobe para 65%

Brasil tem conhecimento para exportar em negócios e regulação de telecom

Presidente da Anatel defende ida de empresários locais para outros países em debate e cita medidas importante para florescimento do mercado. Provedores regionais cobram manutenção de assimetrias e da conceituação de prestadoras de pequeno porte.

Nova Indústria Brasil prevê revisão do marco regulatório de TICs

Debate sobre o Nova Indústria Brasil inclui inteligência artificial, cujo relatório de PL deve ser apresentado nesta quarta-feira no Congresso

Anatel vai ao Ministério dos Povos Indígenas a fim de viabilizar Infovia 02

Anatel se encontra com Ministério dos Povos Indígenas, Ibama e Funai a fim de explicar Norte Conectado e a importância da liberação das licenças ambientais

Brasil TecPar busca investidor e avalia abertura de capital

Gustavo Stock, CEO da empresa, indica que operadora deve seguir crescendo por meio de aquisições e defende manutenção do conceito de PPP na atualização do PGMC

Ações do Brasil para expandir telecom podem ser adotadas em qualquer país

Experiências bem sucedidas envolvem abertura do mercado a pequenos provedores, infraestrutura fluvial e acesso a investimentos privados

Satélite da Telebras será usado para antecipar metas do governo de inclusão digital

Ministério das Comunicações vai ampliar contrato com a estatal para atender 40 mil pontos de atendimentos, incluindo escolas e unidades básicas de saúde

Incentivo estatal pode viabilizar negócios de ISPs brasileiros na África

Aníbal Diniz, consultor da Associação NEO e ex-conselheiro da Anatel, diz que Banco Mundial tem interesse em financiar operações de provedores em países africanos, mas BNDES precisa atuar como intermediário

Será ativado em maio o site do Observatório Brasileiro de Inteligência Artificial

Iniciativa faz parte da parte da estratégia do governo federal para reunir indicadores sobre o impacto dos avanços da IA